quinta-feira, 12 de abril de 2018

O SENHOR DAS ÁGUAS




AQUI SEGUE UM PEDAÇO DO MEU PRÓXIMO LIVRO "O SENHOR DAS ÁGUAS", A SER EDITADO PELA LEYA/TEXTO EDITORES BREVEMENTE.

PRIMEIRO ANDAMENTO
A AURORA

O fascínio pelo mar, essa vastidão sem fim ora verde ora azul, às vezes negro, aprisiona-me, irreverente, no afago das lendas eternas que lhe são particulares e locais umas, mundanas outras.
Arrasta-me no sulcar de suas águas, como casca de noz a bolinar ao sabor dos ventos mansos.
Compele-me a um longo caminhar sobre ele até ao infindo, não como timidamente fez o Sábio num lago.
Impele-me pelo verde azul que o tinge, resguarda-me na negrura profunda e tenebrosa dos abismos que oculta.
O mar é o bem-querer do luar ondulante e perene do astro fêmea que jamais o repudia.
E quanto mais me sinto ligado a ele, mais surpreendente acho esse fascínio. Será porque o meu umbigo foi enterrado, em cerimónia assombrosa, tão longe dessa imensidão? Por pertencer a terras distantes, de florestas verdejantes onde nunca se ouviu o seu canto, o seu murmurar manso ou o seu rugir furioso e não se conhece suas entranhas prenhes de vida e mistério?
Porém descubro não ser surpreendente, o termo certo para expressar esse fascínio. Não existirá uma outra palavra que revele ou destape esse sentimento, essa incerteza? Não creio que seja uma dúvida filosófica, não sinto uma necessidade premente de encontrar uma explicação racional, não é uma dúvida existencial. Talvez porque não encontre resposta única, vêm-me à mente dezenas de outras palavras que teriam o mesmo fim e, deste modo, resta-me o conselho de Pitágoras: em estado de dúvida, suspende o juízo.
Não o suspendi, antes pelo contrário, vasculhei minha mente por outra e, ao fim de uns dias, acabei por encontrar a palavra que desejava, de uma maneira singular e até caricata.
Uma noite meio chuvosa, até certo ponto encantadora, fui levado por dois jovens poetas para um espaço cultural no Cazenga. Dessa noite, entre muitas sensações e pasmos, evoco a corrida desgarrada das sombras elásticas das ventoinhas no tecto, pelas paredes pardacentas do recinto.
Recordo ainda apalpar a música com olhos de viandante atento e, por qualquer razão, sentir-me a pisar o mato dos cafezais que de criança me cingiram no perfume indelével do seu florir, pegadas deixadas a que me agarro no meio da dissonância do local, talvez por não me sentir à vontade.
Num palco improvisado, vários bardos espalham, por turnos, em voz de elevada ressonância, poética de sua lavra. Numa mesa cerca, os filósofos da praça em cavaqueira acalorada sobre o sentido da vida e, mais afastada, junto ao bar, ponto estratégico para sua voz roufenha, uma cantora de jazz duvidoso.
Imprevistamente, nas asas de um morcego que se dependurada de uma das vigas, surge-me a palavra substituta de surpeendente, que a esmo procurava. Devia ser um habitué da casa, pois notei meio surpreso que ninguém reparava. Voou à volta várias vezes em bailado sinuoso e foi pendurar-se no mesmo sítio, talvez à espera que a plateia o aplaudisse, agradecida.
Esquisito, é a palavra que me foi desenhada no espaço pelo bailado alado do orelhudo, como se tivesse propositadamente sido escrita para mim e muito mais sentido achei ela ter, quando por acaso meus olhos pousaram, em espanto, na frase escarrapachada em letras garatujadas na parede atrás do bar.

EM ESTADO DE DÚVIDA, SUSPENDE O JUIZO.
Man Verdades, o Sócrates do Cazenga.

Sem qualquer réstia de incerteza, agarrei-me freneticamente a esquisito, por saber que a frase não pertencia a esse filósofo mas sim a Pitágoras e também por que ciente da fragilidade das palavras, da sua capacidade intrínseca de gerar conflictos, de significarem o que cada um deseja ou não. Esquisito, para o médico nada tem a ver com o esquisito ao meu reclamar, no alfaiate, de uma manga ligeiramente mais curta do que a outra no fato que me confecionou.
  
SEGUNDO ANDAMENTO
O JUÍZO ADIADO
Adagio

Com a dúvida eliminada por mercê de um morcego erroneamente socrático, achei de facto ser esquisito, e não surpreendente, que tendo nascido em pleno mato tropical, longe do mar, considerar-me por afeição nativo de uma ilha em tempos remotos paradisíaca, e nela viver há muito.
Não o paraíso das ínsulas da Melanésia, Polinésia ou da Micronésia, sobras verdejantes do Big Bang com que Deus criou o Mundo, lançadas ao acaso para os mares do vasto Pacífico.
A ilha que me empresto e na qual vivo, por muita afeição que lhe dedique e mais adiante irão entender o porquê do termo emprestar, não me concede o sentimento de pertença. Essa ilha não é mais que um paraíso passado, contido na réstia de uma pequena floresta, asfixiada por edifícios de apartamentos, por hotéis e por monstros noturnos que vomitam labaredas sonoras dantescas e que a ninguém permitem dormir tão poluentes são. Ainda que nela fossem semeadas virgens haitianas ondeantes que, uma vez medradas em pronto desgosto se iriam afogar nas águas estranhas, chorando o seu Pacífico tormentoso bem longínquo, sem jamais notarem as conchas aportadas pela maré cheia, talvez similares às suas, nem os esqueletos dos ouriços que já o não eram, pedaços de picos ou espinhos como dardos disparados por lanceiros antigos em ferozes batalhas marinhas.
O que é, Deus me perdoe a questão, não sendo de dúvida, a minha ilha verdadeira, aquela ilha interior, aquele Eu flutuante elaborado de juncos, raízes emaranhadas e lilases?
Por certo não a ilha emprestada onde vivo, metamorfoseada em península há muito e que já foi de altas casuarinas sob as quais me anichava na casota de palha, estendido no luando a lamber os dedos prenhes de sabores exóticos do mufete de carapau fresco, e à volta da qual cacarejavam galinhas, grunhiam porcas e leitões e, prodígio, glu-glu-gluava um peru. Quem terá aí colocado um peru, ave rara nas areias à beira-mar, indago, vasculhando a memória?
Eu, sou a ilha segura toda rodeada de água e sem pés presos à terra, dentro dessa península baptizada Ilha de Nossa Senhora do Cabo.
Sou ilha serena levada pela manhã de leste a oeste pelos ventos amenos que sopram a meu comando em carícia refrescante e, à tardinha, quase ao cair da noite, já com as estrelas adejando para o ocaso, retorna no percurso inverso, maís rápida e decidida, como o lobo desejoso da toca acolhedora para a pernoita. Sou ilha livre, vou e venho e quando ausente o vento por estar eu embebido em contemplação ou distraído, ondulo vadiando pelas águas do meu pensar, o meu oceano amoldável.
Para minha tranquilidade, não albergo na sua orla redonda, talvez por não ter areia e praia, 1) kiandas e outros espíritos. Não sou ilha heroica e mitológica, nela não pari minotauros causadores de desgraças sob governo de deuses mediterrâneos estranhos, os meus são africanos, de outras ordenanças e feituras. Muito menos existem na minha ínsula interior ciclopes gigantes devoradores de homens. Poderia considerar-me, com certa condescendência, a ilha de Éolo pois como esse rei, possuo poder sobre os ventos. Tivesse sabido em outras vidas, que a ilha emprestada onde vivo se transformaria no que hoje é, desvirginada de sua cultura e costumes, tornada agreste, certamente por capitaneio de alguma Circe africana, deusa de encantamentos e maldições, teria desembainhado minha espada como Odisseu, e feito face à bruxa Tempo que paulatinamente a foi esquartejando, devoradora impiedosa.
Mas não sou vidente, não vejo nem pressagio o futuro. Sou criador, sou ferreiro que forja na mente o ferro da imaginação e com o qual combato e aniquilo o embrutecimento, lançando-me em catadupas velozes pelos estreitos atalhos da perene fantasia.

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

MEMBROS FUNDADORES DA ACADEMIA ANGOLANA DE LETRAS


FELIZES FESTAS 2017 / 2018

VENHO DESEJAR A TODOS QUE FREQUENTAM ESTA PAGINA 

VOTOS DE UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO.



















 Permalink:  https://lccn.loc.gov/2015334433

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  A dança da chuva / Fragata de Morais.

  Published/Produced:  Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2016.

  Description:  268 pages ; 21 cm.



  CALL NUMBER:   PQ9929.F73 D36 2016 CABIN BRANCH Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2015335334

  Main title:  De guerras e violências : palavra, corpo, imagem / Laura Cavalcante Padilha, Renata Flavia da Silva (organizadoras).

  Published/Created:  Niterói : Editora da UFF, 2011.

  Description:  246 p. ; 21 cm.

  ISBN:  9788522806751


  Links:  Table of contents only https://www.loc.gov/catdir/toc/fy16pdf03/2015335334.html



  Shelf Location:   FLS2015 145593
  CALL NUMBER:   PN56.V53 D425 2011 OVERFLOWJ34
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLS2)

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2012312056

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  Batuque mukongo / Fragata de Morais.

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Luanda : União dos Escritores Angolanos, c2011.

  Description:  45 p. ; 22 cm.



  CALL NUMBER:   MLCS 2012/00727 (P) LANDOVR Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2011344530

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941- editor

  Main title:  O fantástico na prosa Angolana / Fragata de Morais (org.) ; prefácio de António Fonseca.

  Edition:  1a ed.

  Published/Created:  Luanda : Mayamba Editora, [2010]

  Description:  382 p. ; 23 cm.

  ISBN:  9789898370020



  Shelf Location:   FLM2014 095060
  CALL NUMBER:   PQ9928 .F36 2010 OVERFLOWA5S
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLM1)

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2006463588

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  A prece dos mal amados / Fragata de Morais.

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Porto : Campo das Letras, 2005.

  Description:  342 p. ; 21 cm.

  ISBN:  9726109523



  CALL NUMBER:   PQ9929.M58 P74 2005 LANDOVR Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2005328717

  Main title:  Antologia panorâmica de textos dramáticos / Fragata de Morais.

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Luanda : Instituto Nacional das Indústrias Culturais, 2003.

  Description:  192 p. ; 22 cm.



  CALL NUMBER:   PQ9927 .A68 2003 LANDOVR Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/00283509

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  Jindunguices / Fragata de Morais.

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Luanda, República de Angola : Instituto Nacional do Livro e do Disco, 1999.

  Description:  77 p. ; 21 cm.



  CALL NUMBER:   MLCS 2001/06210 (P) FT MEADE Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/00283471

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  Inkuna minha terra : contos / Fragata de Morais.

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Luanda : União dos Escritores Angolanos, 1997.

  Description:  111 p. ; 21 cm.



  CALL NUMBER:   MLCS 2001/06211 (P) FT MEADE Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2001405907

  Personal name:  Morais, Fragata de.

  Main title:  Momento de ilusão : contos / Fragata de Morais.

  Published/Created:  Porto : Campo das letras, 2000.

  Description:  117 p. ; 21 cm.

  ISBN:  972610310X



  CALL NUMBER:   MLCS 2006/45901 FT MEADE Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/97113119

  Personal name:  Fragata de Morais, 1941-

  Main title:  A seiva : contos angolanos / Fragata de Morais.

  Published/Created:  Luanda, R.P.A. : Instituto Nacional do Livro e do Disco, 1995.

  Description:  66 p. ; 21 cm.



  CALL NUMBER:   MLCS 97/07465 (P) FT MEADE Copy 1
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2012435051

  Main title:  Contos do mar sem fim : antologia : Angola, Brasil, Guiné-Bissau / Andrea Fernandes ... [et al. ; editoras, Cristina Fernandes Warth, Mariana Warth].

  Published/Created:  Rio de Janeiro : Pallas ; [Guinea-Bissau] : Ku Si Mon ; [Angola] : Caxinde, c2010.

  Description:  221 p. ; 21 cm.

  ISBN:  9788534702942
        8534702942



  Shelf Location:   FLS2014 081025
  CALL NUMBER:   PQ9676 .C5935 2010 OVERFLOWA5S
  Request in:  Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLS1)

===================================================

  Permalink:  https://lccn.loc.gov/2007381494

  Main title:  Todos os sonhos : antologia da poesia moderna angolana / Adriano Botelho de Vasconcelos [compilador].

  Edition:  1a. ed.

  Published/Created:  Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2005.

  Description:  596 p. ; 21 cm.








  LIBRARY OF
CONGRESS ONLINE CATALOG
Library of Congress
101 Independence Ave., SE
Washington, DC 20540

Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2016.
PQ9929.F73 D36 2016 CABIN BRANCH
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, c2011.
MLCS 2012/00727 (P) LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda : Mayamba Editora, [2010]
PQ9928 .F36 2010 OVERFLOWA5S?
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLM1)
Book
Fragata de Morais, 1941-
Porto : Campo das Letras, 2005.
PQ9929.M58 P74 2005 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Luanda : Instituto Nacional das Indústrias Culturais, 2003.
PQ9927 .A68 2003 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda, República de Angola : Instituto Nacional do Livro e do Disco, 1999.
MLCS 2001/06210 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, 1997.
MLCS 2001/06211 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Morais, Fragata de.
Porto : Campo das letras, 2000.
MLCS 2006/45901 FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda, R.P.A. : Instituto Nacional do Livro e do Disco, 1995.
MLCS 97/07465 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·         
·        Book
Rio de Janeiro : Pallas ; [Guinea-Bissau] : Ku Si Mon ; [Angola] : Caxinde, c2010.
PQ9676 .C5935 2010 OVERFLOWA5S?
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLS1)
·         Book
Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2005.
PQ9926 .T63 2005 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
LIBRARY OF
CONGRESS ONLINE CATALOG
Library of Congress
101 Independence Ave., SE
Washington, DC 20540

Book
Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2016.
PQ9929.F73 D36 2016 CABIN BRANCH
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, c2011.
MLCS 2012/00727 (P) LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
Book
Fragata de Morais, 1941-

Luanda : Mayamba Editora, [2010]
PQ9928 .F36 2010 OVERFLOWA5S?
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLM1)
Book
Fragata de Morais, 1941-
Porto : Campo das Letras, 2005.
PQ9929.M58 P74 2005 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Luanda : Instituto Nacional das Indústrias Culturais, 2003.
PQ9927 .A68 2003 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Fragata de Morais, 1941-
Luanda, República de Angola : Instituto Nacional do Livro e do Disco,
1999.

MLCS 2001/06210 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Fragata de Morais, 1941-
Luanda : União dos Escritores Angolanos, 1997.
MLCS 2001/06211 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Morais, Fragata de.
Porto : Campo das letras, 2000.
MLCS 2006/45901 FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 Book

Fragata de Morais, 1941-
Luanda, R.P.A. : Instituto Nacional do Livro e do Disco, 1995.
MLCS 97/07465 (P) FT MEADE
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE
·       
 

·       
Book


Rio de Janeiro : Pallas ; [Guinea-Bissau] : Ku Si Mon ; [Angola] : Caxinde,
c2010.

PQ9676 .C5935 2010 OVERFLOWA5S?
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms (FLS1)
·       
 Book


Luanda : União dos Escritores Angolanos, 2005.
PQ9926 .T63 2005 LANDOVR
Request in Jefferson or Adams Building Reading Rooms - STORED OFFSITE